Unimed Nordeste-RS amplia Hospital – um olhar no futuro

Com um investimento de R$ 72 milhões, a UNIMED NORDESTE/RS, com sede em Caxias do Sul (Rio Grande do Sul), dá andamento à ampliação em sua área física, melhorando o atendimento à região. O hospital ganha mais 31.326 metros quadrados – triplicando a área os atuais 12.284 metros já construídos. Um prédio com 10 pavimentos passa a ocupar a área hoje destinada a estacionamento, ao lado da Unimed. O estacionamento será coberto, passando de 180 para 400 vagas. Um novo acesso, além do que existe pela Rua Carlos Bianchini, faz parte do projeto.

A primeira etapa da ampliação começa em 2013, com previsão de término em 2015. Neste período, serão construídos o novo pronto-atendimento, centro cirúrgico ambulatorial e salas para centralização de serviços. Entre 2016 e 2018 será construída unidade materno-infantil e abertos mais leitos de internação que hoje conta com 98 leitos.

Segundo o obstetra e diretor-superintendente da Unimed Nordeste-RS, Elias Ribeiro, a criação da unidade materno-infantil atende aos anseios  de pacientes e médicos, pois há hoje uma demanda reprimida devido o baixo número de UTIs neonatais na região. A nova unidade terá 10 leitos de UTI pediátrica, 10 de UTI neotanal, três leitos para cesarianas, oito para recuperação pós-cesariana, quatro leitos para parto normal e dois para recuperação pós-parto normal. “A cooperativa precisa investir na saúde dos seus clientes, seu maior foco, melhorando a qualidade de atendimento e aumentando das oportunidades para o trabalho médico”, comenta o presidente da Unimed Nordeste-RS, Dr. Ricardo Casara. “Ao criar uma ala materno-infantil própria, a Unimed traz para a cidade outra possibilidade de local para partos e para internações pediátricas”, exemplifica.

Novo Hospital da Unimed em Caxias do Sul

Novo Hospital da Unimed em Caxias do Sul

O pronto-atendimento, hoje na Rua Pinheiro Machado, passará a funcionar junto ao hospital. O diretor de Serviços Próprios da Unimed, Carlos Castellano Silveira, pondera que a capacidade do sistema, em operação há 15 anos, está esgotada. Após a melhoria, adultos e crianças aguardarão atendimentos separados, haverá triagem por classificação de risco e cerca de 30 leitos para casos crônicos, que requerem atendimento sem internação. As salas para cirurgias ambulatoriais serão ampliadas de duas, para seis. O cronograma pode ser agilizado conforme as necessidades da Unimed e dos usuários.

A ampliação terá Estação de Tratamento de Efluentes e captação e reaproveitamento da água da chuva. A vegetação será preservada e serão usadas placas solares. A obra será custeada com recursos da Unimed e financiamentos externos.

, , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: