Rede de Ações – um caminho para a qualidade na Saúde

Cada vez mais, nos últimos anos, a formação de redes e associações tem mudado o cenário da saúde nos municípios menores e mais distantes dos grandes centros.  E isto se dá agrupando pequenas unidades hospitalares que, no seu formato original seriam carentes e totalmente dependentes de recursos públicos.

No Rio Grande do Sul, assim como em diversos pontos do Brasil, a estratégia tem dado certo por meio de várias entidades e logo isevgrupos. O Instituto de Saúde e Educação Vida – ISEV – é um deles. Trata-se de uma organização social sem fins lucrativos, com sede em Porto Alegre, voltada para a gestão e treinamento continuado na área da saúde. Foi constituído em 2005 para praticar este modelo de trabalho onde as minúsculas entidades e empresas dedicadas à saúde, congregadas, passam a se relacionar melhor e de maneira proativa com a comunidade e o Poder Público. E hoje já conta com quatro hospitais e uma clínica de recuperação de dependentes químicos. Com esta união de hospitais e clínicas de pequeno porte, este e outros grupos conseguem implantar administração mais profissional e técnica, adotando a centralização de alguns serviços da gestão como políticas de RH, psicologia, contabilidade, jurídico, central de negociações e auditagem de contas, o que resulta em condutas unificadas e obtenção de resultados mais positivos para todos na prestação de serviços de saúde às pequenas comunidades.

Um bom exemplo do modelo ISEV é o HOSPITAL SÃO JOSÉ, de Taquari, cidade localizada a 120 km de Porto Alegre, assumido em outubro de 2009. A gestão do Hospital era da Sociedade de Educação e Caridade, congregação de irmãs religiosas, que após 66 anos, demonstrou interesse em abrir mão da gestão em favor de uma modernização administrativa.

Como resultado, nos últimos tempos o Hospital intensificou seu papel na comunidade da região. Hoje é comum a circulação de carros e ambulâncias públicos e particulares de outras cidades nas ruas da cidade. São procedentes dos municípios de Nova Bréscia, Sério, Lajeado, Travesseiro e Relvado, entre outros, em busca dos serviços de referência do hospital, nas especialidades de traumatologia, otorrinolaringologia, oftalmologia, cirurgia geral e vascular.

ISEV Taquari, Rio Grande do Sul

ISEV Taquari, Rio Grande do Sul – ex Hospital São José

Segundo o diretor do ISEV TAQUARI, Fabiano Voltz, no mês de janeiro 2013 foram realizadas 483 consultas, distribuídas entre diversos municípios do Vale do Taquari, além de exames complementares, tais como videolaringologia, audiometria, radiologia e eletrocardiograma. No mesmo mês foram feitas 41 cirurgias de traumatologia, 31 de cirurgias vasculares e 71 de cirurgias gerais. De acordo com a enfermagem coordenada por Josiani, Borba nos dias de maior procura o hospital chega a ter 95 consultas de referência. De acordo com Voltz, há uma grande expectativa de demanda para as cirurgias de otorrinolaringologia, que não estavam disponíveis na cidade até agora. O hospital ainda busca a implantação do serviço de oftalmologia. O atendimento clínico de otorrinolaringologia já é realizado desde outubro de 2012. Antes do atendimento em Taquari, as consultas eram encaminhadas para a Grande Porto Alegre e havia uma demora maior para conseguir o atendimento.

Para melhorar a infraestrutura de atendimento o hospital adquiriu um arco cirúrgico, equipamento é importado da Itália e que pode ser utilizado em cirurgias em geral, como as de urologia, ortopedia, vasculares, implantes de marca-passos entre outros procedimentos. Segundo o secretário de saúde do município, Edson Silva, o novo sistema de gestão através do ISEV realmente representou uma significativa melhoria no atendimento comunitário da região.

conheça mais osbre o ISEV, clique aqui

Fonte: Jornal O Açoriano

, , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: