Arquivo de 5 junho, 2013

Hospital Mãe de Deus – lançamento de um Livro Histórico

…e projeções para um futuro próximo.

O Hospital Mãe de Deus (HMD), de Porto Alegre/RS, um dos maiores grupos hospitalares privados do Brasil, promoveu no primeiro dia da  FEIRA HOSPITALAR em São Paulo, o lançamento de um livro histórico da instituição intitulado “Mãe de Deus: história, gestão e responsabilidade social”.

O livro descreve os os 34 anos do hospital e está dividido em três unidades: “Erguido pela Fé”, que conta como tudo começou e a importância da Irmã Jacomina na criação da então Fundação do Hospital Mãe de Deus; “Responsabilidade Social e Ambiental na Prática”, que destaca a qualidade do atendimento do hospital pelo SUS e “Gestão Moderna e Inovadora”.

Com stand montado na Hospitalar, o HMD promoveu coquetel para o lançamento que aconteceu no primeiro dia da Feira, 20 de maio e contou com a participação da presidente da HOSPITALAR, Dra. Waleska Santos, que declarou: “A HOSPITALAR está honrada em participar deste momento histórico do hospital Mãe de Deus”. Para a Irmã Lucia Boniatti, presidente do Hospital lançar a obra na HOSPITALAR “é partilhar 34 anos de história com os principais personagens do setor de saúde.”

Para Serafin, CEO do HMD, presente no evento “o lançamento do livro Mãe de Deus: história, gestão e responsabilidade social na HOSPITALAR reforça a parceria do hospital com a feira”.

Presidente da HOSPITALAR, Dra. Waleska Santos (segunda da esquerda para direita), com parte da diretoria executiva do Hospital Mãe de Deus: superintendente executivo, Alceu Alves da Silva; a presidente Irmã Lúcia Boniatti e o CEO da instituição, Cláudio Seferin

Presidente da HOSPITALAR, Dra. Waleska Santos (segunda da esquerda para direita), com parte da diretoria executiva do Hospital Mãe de Deus: superintendente executivo, Alceu Alves da Silva; a presidente Irmã Lúcia Boniatti e o CEO da instituição, Cláudio Seferin

Também marcou presença o presidente do Conselho de administração da ANAPH, Dr. Francisco Balestrin; o superintendente do Instituto Brasileiro de Controle ao Câncer (IBCC), Niversindo Cherubin, e o superintendente Médico Assistencial e presidente da Comissão Científica do Congresso Internacional de Serviços de Saúde (CISS), Dr. Fábio Leite Gastal.

Ampliação – Outro momento importante do coquetel foi a apresentação do projeto de ampliação e modernização do hospital. A iniciativa terá início em junho desde ano com previsão de conclusão até meados de 2014.

O projeto ajudará a sanar a carência de leitos da região metropolitana de Porto Alegre e oferecerá uma nova estrutura para a demanda de turistas da Copa do Mundo de 2014.

, , , , ,

Deixe um comentário

HOSPITAL SAPIRANGA – Exemplo de Coletivismo

Um hospital privado filantrópico para atender 110 mil habitantes de Sapiranga, no Rio Grande do Sul e região estava com sérios problemas. Em 2007 acumulava uma dívida de R$ 10 milhões e a perspectiva de fechamento da única instituição de saúde do município estava sendo cogitada. O caos estava instalado até que o empresário João Edmar Wolff presidente da Musa Calçados, resolveu arregaçar as mangas para reverter a situação e botou a mão na massa. Em cinco anos equacionou o quadro e hoje Wolff é presidente do Hospital Sapiranga, do qual se orgulha ao falar das conquistas obtidas.

A dívida foi parcelada, a população e as empresas da região foram mobilizadas para arrecadar recursos, parceria com fornecedores foram estabelecidas e hoje o Hospital Sapiranga já tem acesso aos repasses federais. Com isso,  está investindo em reformas e tecnologia, melhorando dia-a-dia o atendimento e ampliando a complexidade nos tratamentos prestados.

A fórmula do sucesso? Persistência.

Wolff, ao lado da comunidade, da indústria e de parceiros de peso (como a AES Sul Distribuidora Gaúcha de Energia S/A), elaborou um plano de ação e conquistou a confiança de todos. De acordo com o presidente, só de fundos da população foi possível arrecadar R$ 2 milhões e 130 mil. Segundo ele, “É muito gratificante ver o engajamento. A AES, por exemplo, com quem temos uma dívida financiada, aderiu à causa e contribui por meio do projeto ‘Mais Saúde’, que deixa à disposição da população a opção de contribuir com uma parte do valor da conta para o Hospital.

Atualmente, o Hospital Sapiranga recebe um repasse de R$ 20 mil/ mês que é revertido em reformas da ala SUS , equipamentos e tecnologia. “Estamos aguardando também a quantia de R$ 450 mil, que será utilizado em equipamentos para os blocos cirúrgicos. Nossa próxima meta é o investimento em uma UTI Neonatal, já que as crianças da região precisam ser deslocadas por 300 km para serem atendidas”, comemora Wolff.

hositalarNa foto, durante a Feira Hospitalar, Elita Cofferri Herman (administradora do Hospital), Sílvia Czapski (Jornalista), João Edmar Wolf (Presidente Hospital Sapiranga) e Dra. Waleska Santos, Presidente da Hospitalar.

, , , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: