HOSPITAL SAPIRANGA – Exemplo de Coletivismo

Um hospital privado filantrópico para atender 110 mil habitantes de Sapiranga, no Rio Grande do Sul e região estava com sérios problemas. Em 2007 acumulava uma dívida de R$ 10 milhões e a perspectiva de fechamento da única instituição de saúde do município estava sendo cogitada. O caos estava instalado até que o empresário João Edmar Wolff presidente da Musa Calçados, resolveu arregaçar as mangas para reverter a situação e botou a mão na massa. Em cinco anos equacionou o quadro e hoje Wolff é presidente do Hospital Sapiranga, do qual se orgulha ao falar das conquistas obtidas.

A dívida foi parcelada, a população e as empresas da região foram mobilizadas para arrecadar recursos, parceria com fornecedores foram estabelecidas e hoje o Hospital Sapiranga já tem acesso aos repasses federais. Com isso,  está investindo em reformas e tecnologia, melhorando dia-a-dia o atendimento e ampliando a complexidade nos tratamentos prestados.

A fórmula do sucesso? Persistência.

Wolff, ao lado da comunidade, da indústria e de parceiros de peso (como a AES Sul Distribuidora Gaúcha de Energia S/A), elaborou um plano de ação e conquistou a confiança de todos. De acordo com o presidente, só de fundos da população foi possível arrecadar R$ 2 milhões e 130 mil. Segundo ele, “É muito gratificante ver o engajamento. A AES, por exemplo, com quem temos uma dívida financiada, aderiu à causa e contribui por meio do projeto ‘Mais Saúde’, que deixa à disposição da população a opção de contribuir com uma parte do valor da conta para o Hospital.

Atualmente, o Hospital Sapiranga recebe um repasse de R$ 20 mil/ mês que é revertido em reformas da ala SUS , equipamentos e tecnologia. “Estamos aguardando também a quantia de R$ 450 mil, que será utilizado em equipamentos para os blocos cirúrgicos. Nossa próxima meta é o investimento em uma UTI Neonatal, já que as crianças da região precisam ser deslocadas por 300 km para serem atendidas”, comemora Wolff.

hositalarNa foto, durante a Feira Hospitalar, Elita Cofferri Herman (administradora do Hospital), Sílvia Czapski (Jornalista), João Edmar Wolf (Presidente Hospital Sapiranga) e Dra. Waleska Santos, Presidente da Hospitalar.

, , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: