Arquivo de julho \27\UTC 2013

Médicos Estrangeiros – O Brasil precisa deles?

medico(Doutor Ricardo Tedeschi – Piracicaba, São Paulo)

A vinda de médicos estrangeiros para atuar em solo brasileiro tornou-se o assunto do momento, tanto no meio médico, como pela população em geral e a pergunta que se faz: O Brasil precisa deles?

Antes aos fatos, ressalto ser o Brasil uma república democrática de direito, no qual há o direito de qualquer cidadão seja brasileiro ou não, exercer suas atividades profissionais, desde que seja respeitada a nossa legislação. Reafirmo não haver uma posição de discriminação social ou racial, mas sim um posicionamento técnico, puramente racional, baseado em estatísticas e fatos.

A real falta de médicos nos rincões nacionais, pequenos municípios e periferias, se deve a falta de investimento público, gerando salários inadequados, falta de um plano de carreira e condições inadequadas de trabalho. Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

1 comentário

Vacina contra a Cocaína e o Crack

Nova vacina estimula o corpo a tratar cocaína como intrusa

NOVA YORK – Uma vacina anticocaína tem sido usada com sucesso em primatas não-humanos e está a um passo da aprovação para uso em terapias de dependência química. A vacina (dAd5GNE) combina elementos de vírus do resfriado comum com o GNE, partícula que imita a cocaína, e impede a alta de dopamina associada à droga.

– A vacina ‘come’ a cocaína no sangue como um Pac-Man, antes que a droga chegue ao cérebro – explicou po residente do departamento de medicina genética da Universidade Médica Weill Cornell à revista “Wired”. – Com a vacina, mesmo que a pessoa recaia no vício, a cocaína não surte efeito.

vacina cocaina

A cocaína funciona se ligando a um transportador de dopamina, impedindo a reciclagem do hormônio do prazer em duas áreas do cérebro, que produzem então o efeito da droga. A vacina estimula o corpo a tratar a cocaína como um intruso e a montar uma resposta imunitária contra a droga.

De acordo com os resultados do estudo, primatas não-humanos que receberam a vacina apresentaram níveis bastante reduzidos da ligação de cocaína com o transmissor da dopamina, cerca de 20% — bem abaixo dos 47% necessários para ‘dar barato’. Uma vacina anticocaína exigirá doses de reforço nos seres humanos, mas nós ainda não sabemos quantas vezes essas doses de reforço serão necessárias – disse Crystal. – Acredito que para aquelas pessoas que querem desesperadamente quebrar seu vício, uma série de vacinas vai ajudar.

fonte:  Jornal o globo (matéria na integra)

, , , , ,

1 comentário

Hospital de Salto do Jacuí – sob nova Administração

gilda

Gilda Rathke

Ocorreu agora em julho um momento importante para a área da saúde de Salto do Jacuí/RS. Foi realizada, na Câmara de Vereadores, a solenidade de assinatura do contrato de gestão do Hospital Municipal Aderbal Schneider entre a Congregação das Irmãs de Nossa Senhora NotreDame e o Executivo Municipal.

A partir deste ato, o hospital passou a ser administrado pelas irmãs da Congregação, passando a denominar-se HOSPITAL NOTRE DAME ADERBAL SCHNEIDER.

A experiência de um grupo com mais de 43 anos de solidez na área da saúde somada a uma notável qualidade na prestação de serviços que tem sido demonstrada, não apenas na gestão de hospitais, como em outros nichos de atividade. É o caso da NotreDame Seguradora, empresa ligada ao Grupo NotreDame Intermédica, uma das três maiores operadoras de planos de assistência médica e odontológica do país. A saúde do município dando um grande passo. Gilda Rathke, que já foi Secretária da Saúde do município de Sobradinho é a nova administradora do hospital. Já gestora da Rede de Hospitais Notre Dame, Irmã Silvana Ioner, salienta que alguns objetivos já foram traçados e que a experiência que Gilda Rathke possui na área de administração hospitalar beneficiará toda equipe.

O hospital de Salto do Jacuí será o terceiro diretamente administrado pelas Irmãs de Nossa Senhora no Estado do Rio Grande do Sul. Os outros dois são o Hospital Notre Dame São Sebastião, em Espumoso/RS, e o Hospital Notre Dame Júlia Billiart, em Não-Me-Toque/RS. Está de parabéns a comunidade de Salto do Jacuí com a participação da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora NotreDame no processo de desenvolvimento do atendimento à saúde de sua população. No evento de transferência de gestão, a Congregação foi saudada na pessoa da diretora dos hospitais NotreDame, Irmã Silvania, pelo grande trabalho realizado ao longo dos 90 anos de história da Congregação no Brasil. A proposta da mudança é que os moradores de Salto e da região tenham um atendimento de excelência, humanizado e feito com muita dedicação, amor e carinho por todos os profissionais liderados pelas Irmãs. Esta tem sido a marca do trabalho dos hospitais NotreDame no Estado do Rio Grande do Sul.

, , , ,

Deixe um comentário

Medicamentos e cosméticos – o fim das agulhas está próximo?

transdermicos

Diabéticos, hipertensos, enxaquecosos. Pessoas com náusea, pacientes em quimioterapia ou, no caso das mulheres, o eterno martírio das pílulas anticoncepcionais. Tudo isso tem um ponto em comum: a solução medicamentosa vem sempre por via oral ou injetável e traz desconfortos, principalmente no desafiador equilíbrio entre dose ideal e para-efeitos (ou efeitos colaterais, como queira), além da dor. E muitas vezes me perguntei se a tecnologia (ou a falta dela) não seria a culpada por tão poucas (e menos dolorosas) opções para se ingerir uma medicação.

Há até pouco tempo, o mais popular meio alternativo para medicar um paciente eram os adesivos de nicotina, famosos transdérmicos para ajudar o fumante a parar de fumar. Esse tipo de medicação já existe à um bom tempo, mas nenhum foi mais conhecido ao longo da história dos que os adesivos de nicotina. Isso até hoje. Pesquisadores já trabalham com a possibilidade real de, em pouco tempo, nenhuma medicação precisar ser ministrada por outra via senão pela pele.

“Em pouco tempo não vamos precisar tomar mais nada por via oral. No futuro todos os medicamentos serão transdérmicos. Quando a pessoa estiver com dor de cabeça, vai passar o medicamento na têmpora e a dor vai melhorar. No futuro, não vai precisar mais engolir um remédio”, explica o professor de biotecnologia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Marco Botelho.

A nanotecnologia está por trás do que será uma verdadeira revolução nesse sentido. E não só no que diz respeito a medicamentos, mas também em saúde e beleza – os nanocosméticos. O Boticário investe anualmente 2,5% de sua receita em pesquisas com nanocosméticos, tais como filtros solares redutores de rugas e outras inovações.

Estamos falando de uma enorme oportunidade de mercado que se traduz em atributo diferencial para a saúde de pacientes e usuários. E, em se tratando de medicamentos, uma “mão na roda” para médicos e enfermeiros. Se, ao menos, pudermos abrir mão de agulhas e seringas, já temos aí uma inovação sem procedentes.

fonte: Saúdeweb

, , ,

1 comentário

PUCRS – Nova sala de Recuperação

Hospital São Lucas, da PUCRS, investe pesado na construção de uma moderna sala de recuperação pós-operatória (Luiz de Souza, de Porto Alegre/RS).

pucrs

O Hospital São Lucas da PUC/RS ocupa uma área construída de 49 mil metros quadrados. Sua capacidade abrange 603 leitos, sendo 516 de internação e emergência e 87 de terapia intensiva.

As unidades estão apoiadas por um moderno Centro de Diagnóstico por Imagem, que proporciona maior agilidade e segurança no atendimento e na condução do tratamento. O Centro Cirúrgico, de amplo porte, atende a demandas das especialidades cirúrgicas em nível de assistência a pacientes internados e ambulatoriais.
pucrs 2
O quadro profissional é composto por 2,5 mil funcionários contratados, 1.034 médicos do corpo clínico e 162 médicos residentes. Interligado ao Hospital funciona seu Centro Clínico, que abriga 160 conjuntos de consultórios e 64 especialidades médicas.

Novo investimento de R$ 450.000,00 está sendo feito na ampliação da área cirúrgica, com a construção de uma moderna sala de recuperação pós-operatoria o que é um dos grandes projetos do HSL para os próximos anos. Dentro deste planejamento espera-se alcançar um

aumento de 10% em número de cirurgias no curto prazo e 30% em médio e longo prazo. O objetivo é passar das atuais 20.000 cirurgias/ano para 26.000 em 2014. A nova área está localizada junto ao bloco cirúrgico e conterá 15 novos leitos de última geração equipados instrumentos de monitoramento e acompanhamento do paciente recém-operado. Estuda-se inclusive que os leitos sejam conectados a um sistema de prontuário digital via tablet acoplado ao leito, prática que tem sido adotada em outros hospitais também de alto nível no Brasil e no exterior.

, , , ,

Deixe um comentário

BOEING confirma Centro de Pesquisas em São José dos Campos, São Paulo

(Revista Época Negócios – matéria na íntegra)

boeing

A fabricante de aviões norte-americana Boeing confirmou nesta terça-feira (09/04) que seu centro de pesquisa e desenvolvimento no Brasil ficará no Parque Tecnológico de São José dos Campos, no interior de São Paulo. O centro brasileiro é apenas o sexto do tipo no mundo e deverá funcionar a partir de novembro, com 10 a 12 pesquisadores.

A instalação da unidade havia sido anunciada há um ano e o nome de São José dos Campos era tido como sede natural. A presidente da Boeing no Brasil, Donna Hrinak, destacou que a cidade paulista já é um polo da indústria aeronáutica. “Temos 80 anos aqui (no Brasil) com os produtos. O centro abre uma nova fase na relação com o Brasil.”

Donna participou de entrevista à imprensa, em que anunciou São José dos Campos como sede do centro, na Laad, feira de negócios do setor de defesa, realizada no Rio. Segundo a executiva, a construção da unidade de pesquisa demonstra uma visão de longo prazo e é uma decisão independente de a Boeing sair ou não vencedora no processo de seleção do fornecedor dos novos caças da Força Aérea Brasileira (FAB).

Concorrem com a empresa norte-americana a francesa Dassault e a sueca Saab. Em 2010, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita do então presidente da França Nicolas Sarkozy, anunciou a opção pela Dassault – o que ainda não se confirmou.

, , , , , ,

Deixe um comentário

Gestão – livros que valem à pena

Imagens-Livros-Normal-LV162865_N

Stephen Covey – 7 anos na lista dos mais procurados

A gestão é um fator crítico de sucesso  também na área da saúde. Sabemos disso, muito embora ainda seja um tema considerado árido em determinados contextos. Na nossa cultura, isso é mais crítico ainda.

Com tanta informação (boa e ruim) disponível, ler algo que possa nos ajudar a melhorar nossas habilidades em gestão está cada vez mais desafiador. Um livro útil não custa caro e lê-lo traz benefícios enormes…quando conseguimos achá-lo no meio de tantas obras lamentáveis. Pois a revista Exame pesquisou as 10 obras mais procuradas no site da Amazon books, aqueles livros que permanecem por um longo tempo na lista dos mais cobiçados. O resultado está abaixo.

1.            Os cinco desafios das equipes, de Patrick Lencioni – 7 anos

2.            Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes, Stephen Covey – 7 anos

3.            Blink: A decisão num piscar de olhos, de Malcolm Gladwell – 6 anos

4.            Good to Great: Empresas feitas para vencer, de Jim Collins – 6 anos

5.            Como fazer amigos e influenciar pessoas, de Dale Carnegie – 3 anos

6.            Drive: A surpreendente história sobre aquilo que nos motiva, de Daniel H. Pink – 2 anos

7.            Fora de série, de Malcolm Gladwell – 2 anos

8.            Rápido e devagar, de Daniel Kahneman – 2 anos

9.            Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos – Guia Pmbok® – 6 meses

10.          Faça acontecer: Mulheres, trabalho e a vontade de liderar, de Sheryl Sandberg – 5 meses

Que esta lista possa ajudar a ganhar um pouco de tempo e possa contribuir com boas descobertas de como melhorar a eficiência na gestão de pessoas, processos, gestão de tempo e outros temas do seu dia a dia. Boa leitura.

, , , , ,

Deixe um comentário

Japão aprova uso da Cápsula Endoscópica de Cólon

Yoqneam, Israel, 15 de julho de 2013 (GLOBE Newswire) – A Given Imaging, pioneira e líder mundial em Cápsulas Endoscópicas, anunciou a aprovação da indicação de uso da Cápsula de Cólon pela PMDA (Japan’s Pharmaceuticals and Medical Devices Agency), a agência regulatória japonesa, ligada ao Ministério da Saúde daquele país (equivalente ao FDA americano ou à ANVISA brasileira).

“Agradecemos o PMDA para seu processo de revisão muito eficiente e para a concessão de uma ampla indicação para PillCam Cólon”, disse Homi Shamir, Presidente e CEO, Given Imaging. A aprovação da PillCam Cólon no Japão, o segundo maior mercado de saúde do mundo, representa uma conquista importante para a Given Imaging. A decisão vai expandir a base de potenciais usuários no Japão dos atuais 1.000 para 10.000 pacientes e vai ajudar no aumento da adesão às diretrizes de triagem para mais de 1.000.000 de pacientes em potencial. “

pillcam colon

Segundo as diretrizes japonesas do PMDA, toda pessoa com mais de 40 anos é orientada a fazer ao mens um exame investigativo para sangramento oculto nas fezes (FOBT). A adesão ao exame atualmente é inferior a 25% da população potencial. (1) Feito o diagnóstico de sangue nas fezes por um médico, apenas 54,7% (2) passam por uma colonoscopia de confirmação, por uma série de razões. O advento da Pillcam de Cólon, por ser minimamente invasivo e de fácil aolicação, pode beneficiar a este universo de pacientes.

“O número de mortes causadas por câncer colorretal no Japão continua a aumentar a um ritmo alarmante”, disse Akira Terano, MD, PhD, presidente emérito, Dokkyo University Medical, presidente da Associação Japonesa de Cápsula Endoscópica (JACE). “O câncer colorretal é hoje a principal causa de morte por câncer em mulheres no Japão e está previsto que este tipo de câncer deverá ser o líder de mortalidade no Japão até 2020. A PillCam Cólon, por ser um sistema menos invasivo, poderia melhorar a adesão do paciente ao exame, na detecção precoce. Uma vez incorporado à prática clínica, PillCam Cólon muito contribuirá para a detecção (e tratamento preventivo) do câncer de cólon. A JACE assumiria o papel central na pesquisa, educação e preparação do sistema de saúde para a Cápsula Endoscópica do cólon. Acredito que PillCam Cólon será amplamente aceita na prática clínica para os pacientes que não são capazes ou não querem se submeter a uma colonoscopia, quer seja por razões físicas ou psicológicas ou que não tem acesso adequado a uma unidade médica perto de casa “.

Segundo Homi Shamir, a prioridade da Given é fornecer aos médicos e pacientes uma alternativa a quem não pode ou não quer se submeter a uma colonoscopia tradicional. O sistema de reembolso japonês entrará em vigor a partir de 2014 e, com ele, o fornecimento das Cápsulas PillCam Cólon.

A PillCam Cólon está disponível desde 2009 em toda a Europa, América Latina, Canadá e em alguns países asiáticos. Nos EUA, ainda está sob avaliação do FDA, não sendo ainda liberada sua comercialização.

(1)    Ministry of Health, Labor and Welfare, 2007 Health Review of Japanese Households,– 2007

(2)    “Nationwide Survey Committee of Mass Screening for Digestive Organs of the Japanese Society of Gastroenterological Cancer Screening: annual report of 2008 of the nationwide survey of mass screening for digestive organs,” Journal of Gastroenterol Cancer Screening, vol. 49, pp. 73-112, 2011.

Sobre a PillCam Cólon

A Cápsual PillCam Cólon é composta de um sistema de duas minúsculas câmeras de vídeo coloridas, uma bateria e uma fonte LED. Tudo isso mede 11 x 31 milímetros.  Com uma bateria de 10 horas, transmite até 35 fotos por segundo, via wirelles, para um gravador colocado na cintura do paciente. Terminada a passagem da cápsula, as fotos são descarregadas do gravador para um laptop comum, dotado de um software de leitura, o RAPID. O software é amigável  e permite ao médico analisar, interpretar os resultados do estudo.

Os riscos de PillCam cápsula endoscópica incluem a retenção de cápsula, aspiração e irritação da pele. Os riscos associados à preparação do cólon são alergias ou outras contra-indicações conhecidas por que faz a preparação ou medicamentos utilizados para o regime Cólon.

Depois de ingerir a cápsula PillCam, até que seja eliminada, os pacientes não devem passar perto de qualquer fonte geradora de campo eletromagnético (aparelhos de ressonância magnética, equipamentos de RX em aeroportos, por exemplo).

Importante: uma vez que a acuracidade do exame é de cerca de 85%, um exame negativo de cápsula endoscópica não exclui a possibilidade de pólipos no cólon ou câncer de cólon.

Homi Shamir - CEO Given Imaging

Homi Shamir – CEO Given Imaging

Pioneira no campo de cápsulas endoscópicas desde 2001, a Given Imaging tornou-se líder mundial em dispositivos médicos voltados para o trato gastrointestinal, oferecendo aos profissionais de saúde uma gama de opções inovadoras para visualizar, diagnosticar e monitorar o sistema digestivo.

A empresa oferece um amplo portfólio de dispositivos, incluindo PillCam® cápsula endoscópica para o intestino delgado, esôfago e cólon. A empresa também oferece outras soluções no campo da motilidade, como o  ManoScan® (manometria de alta resolução), Bravo® (monitoramento do pH por cápsula), o Digitrapper® (combinação entre medição de PH e impedância), e ​​os sistemas de monitoramento SmartPill®.

Given Imaging está empenhada em oferecer inovações para a comunidade GI e apoiar as suas necessidades de clínicos em curso. A sede da empresa fica em Yokneam, Israel, com subsidiárias operacionais nos Estados Unidos, Alemanha, França, Japão, Austrália, Vietnã, Hong Kong e Brasil.

Para mais informações, por favor visite www.givenimaging.com.

fonte: The Wallstreet Journal, july 15, 2013

, , , , , , , , ,

2 Comentários

Mesa acoplada – O Paciente jantando com mais comodidade

A META HOSPITALAR, no intuito de proporcionar um melhor conforto aos pacientes de clínicas e hospitais e ainda viabilizar com mais praticidade e comodidade no atendimento dos serviços prestados pelos profissionais na área médico-hospitalar, lançou durante a HOSPITALAR 2013, a inovadora mesa de refeição acoplada ao leito MT 959 Evolution.

Fabricada com materiais de alta qualidade, a exemplo de todos os demais produtos, a mesa de refeição acoplada ao leito, é construída em aço inox “AISI 304”, possui tampo em termoplástico ultrarresistente, de fácil manuseio e limpeza.

mesa

São compatíveis, com a mesa de refeição acoplada ao leito, vários modelos de camas produzidas pela META HOSPITALAR: MT 450, MT 450-a, MT 460, MT 460-b, MT 460-c, MT 460-d, MT 461, MT 462, MT 462-a e MT 464.

O aspecto totalmente inovador do equipamento, é que, quando não estiver sendo usada, a mesa, que é retrátil, se acomoda na parte interna da peseira da cama hospitalar.

A mesa de refeição acoplada aos leitos Evolution, representa um avanço importante no processo de comodidade e bem-estar do paciente, além de funcional, pois dispensa a utilização das mesas de refeição convencionais, em função da otimização do espaço, normalmente reduzidos, em ambientes hospitalares: apartamentos, quartos, enfermarias, entre outros. Dependendo da maneira como for enquadrada no apartamento, ela propicia até um aumento da quantidade de leitos no mesmo espaço, aumentando a capacidade de internações.

É a Metahospitalar inovando mais uma vez, com um projeto arrojado, dinâmico e de grande funcionalidade.

, , , , ,

Deixe um comentário

Hospital Ernesto Dornelles (Porto Alegre,RS) inaugura nova Emergência

Na sexta-feira, dia 28/06, o HOSPITAL ERNESTO DORNELLES, de Porto Alegre/RS cuja mantenedora é a ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, deu um importante passo no esforço que está sendo feito em todo o Brasil para ampliar o atendimento do serviço de emergência.

HED2

É importante destacar que O HOSPITAL ERNESTO DORNELLES tem no seu histórico alguns aspectos de grande impacto na medicina do Estado e do Brasil:

  • Foi o primeiro hospital do Brasil a ter Comissão de Controle de Infecção Hospitalar;
  • Foi o primeiro hospital privado do Estado do Rio Grande do Sul a ter Sala de Recuperação pós-anestésica;
  • Foi também o primeiro hospital privado do Estado a ter UTI;
  • Foi o primeiro hospital privado do Estado a contar com Residência Médica;
    • Foi o primeiro hospital do Estado a ter Sala Híbrida em bloco cirúrgico.
HED3

Fernando Fermann, Gerente de Suprimentos da AFPERS, Luciane Oneda (Representante ACS, Meta) Enfermeira Ângela, Gerente de Enfermagem da nova unidade e Kilder Vieira de Mello, Presidente da Meta Hospitalar.

O Hospital Ernesto Dornelles adicionou 14 novos leitos para adultos em Porto Alegre. A nova unidade, com 1.853 m², atenderá pacientes particulares e conveniados. Com isso, a capacidade de atendimento emergencial do Hospital passa de 100 para 300 pessoas por dia. Segundo a gestora médica do novo espaço, Dra. Juliana Fernandes, esse aumento deve ajudar a amenizar a frequente lotação das emergências na Capital do Estado Gaúcho. Outros quatro leitos de ressuscitação também foram inaugurados, dotados da mais atualizada tecnologia e produzidos por nossa representada a META HOSPITALAR os quais foram incorporados à “sala vermelha” do serviço, destinada àqueles pacientes que chegarem em condições extremamente críticas. São leitos comandados por tablets que poderão ser conectados ao servidor central do Ernesto Dorneles, viabilizando acesso ao prontuário digital dos pacientes. Além disto, passam a ser oferecidos atendimentos cirúrgicos e traumatológicos de 24:00 horas, serviço que também conta com equipamentos META HOSPITALAR, como as macas hidráulicas 615-R. A nova emergência está aberta á comunidade a partir do dia 1º de julho, segunda-feira e estará integrada aos serviços de diagnósticos por imagem.

O presidente da Associação dos Funcionários Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (Afpergs), Décio Scaravaglioni, falou do orgulho de renovar o atendimento do Ernesto Dornelles, que é mantido pela agremiação: “Essa inauguração traduz mais uma vez a tradição de pioneirismo e inovação técnica do nosso hospital, tanto estrutura quanto em equipamentos”, disse.

O presidente da META HOSPITALAR, Kilder Vieira de Mello, bem como Luciane Oneda e Luiz Souza Filho, membros da regional da ACS no Estado do Rio Grande o Sul estiveram presentes à inauguração, onde foram recebidos pelo senhor Fernando Fermann, Gerente de suprimentos da AFPERS e pela enfermeira Ângela, gerente de enfermagem da nova unidade.

, , , , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: