Arquivo de 20 dezembro, 2013

GlaxoSmithKline declara nova postura quanto à propaganda de medicamentos

glaxoInédita atitude da farmacêutica inglesa pode mudar a forma como laboratórios se relacionam com seus clientes

A companhia farmacêutica inglesa GlaxoSmithKline divulgou novas regras de Complience a serem praticadas pela companhia, modificando completamente sua relação com clientes e com o mercado. Tomou a inédita decisão entre as empresas farmacêuticas de não mais financiar profissionais médicos para promover seus medicamentos em palestras e conferências científicas, bem como revisará a forma como remunera seus representantes por meio de metas vinculadas ao aumento da prescrição médica. Leia o resto deste post »

, , , , , ,

1 comentário

Jambu é estudado pela indústria farmacêutica como anestésico

Produção da hortaliça dura o ano inteiro no Pará. Produto é encontrado em feiras livres e supermercados.

Jambú - indústria estuda propriedades analgésicas da folha.

Jambu – indústria estuda propriedades analgésicas da folha.

O jambu, uma folha típica do tacacá, está sendo estudada pela indústria farmacêutica por causa da dormência que causa na boca. Ele teria uma substância anti-inflamatória e anestésica. O mais curioso é que o jambu precisa de apenas 40 dias do plantio até a colheita para chegar à mesa do paraense.

O jambu é encontrado em qualquer mercado ou feira livre de Belém. Ele é bastante utilizado na culinária local, como o tacacá, que leva o tucupi (um caldo amarelado extraído da mandioca), goma de amido, folhas de jambu cozidas e, para finalizar, alguns camarões. O jambu aumenta a salivação e causa uma leve dormência na língua graças a uma substância chamada espilantol, que está sendo estudada pela indústria farmacêutica e de cosméticos por causa do seu possível efeito anti-inflamatório e anestésico.

Produção

O produtor Romulo de Oliveira produz há seis anos a hortaliça indispensável na mesa do paraense. As flores do jambu dão sementes que serão enfileiradas na horta em Santo Antônio do Tauá, a 70 km de Belém. Após o plantio, o sistema é o tradicional: água, sol e adubo. Em 15 dias as mudas começam a surgir e são replantadas em outras áreas da fazenda. São mais 25 dias de cultivo até que o jambu esteja no ponto de colheita. A hortaliça é vistosa, tem muitas folhas e atinge até 30 centímetros de altura. “Quando a gente muda aquelas mudas daquela carreira, tem que desbastar porque a tendência dele tem bastante volume”, explica Romulo. Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: