Hospital Bruno Born digitaliza prontuário

O HBB, de Lajeado/RS está investindo em novas tecnologias para qualificar o atendimento e reduzir o retrabalho no processo de enfermagem. E na linha de outros hospitais de médio e grande porte estão implantando o prontuário digital. O sistema permite a verificação dos sinais vitais do paciente à beira do leito, através de um tablet, onde estas informações ficam disponíveis e automaticamente inserHBB Beira do leito - tablet-1idas no sistema. Com o tablet o técnico de enfermagem acessa, através do sistema de gestão hospitalar, o prontuário eletrônico do paciente e informa os sinais vitais, como pressão arterial e temperatura. Outras informações disponíveis são ganhos e perdas (eliminações urinárias, intestinais e outros), administração de medicamentos e dietas assim como a ingestão de líquidos. Além disto, os registros de enfermagem, como evolução diária do estado do paciente, também estão sendo informatizados, facilitando a visualização das informações pela área assistencial e médica, em qualquer computador da instituição.

A coordenadora de enfermagem do HBB, enfermeira Lidiane Stole de Moura destaca que o principal objetivo desta implantação é a segurança do paciente. “E como vantagem temos a segurança da informação, pois o registro é efetuado uma única vez diretamente no sistema. No passado, como na maioria dos hospitais do Brasil, principalmente em cidades de médio e pequeno porte, era realizada uma anotação em papel e depois transcrito em outra folha”, salienta Lidiane.

Com isto é eliminado o retrabalho e cresce a agilidade e acessibilidade na consulta das informações, pois a área assistencial e HBB Beira do leito - computadormédica terá disponibilizado no prontuário eletrônico todo o histórico do paciente. Ou seja, não apenas da internação em curso, mas de todas as vezes que o paciente tenha sido atendido no HBB, mesmo em regime ambulatorial. Como informações referentes a atendimentos anteriores estarão disponíveis, facilita-se o processo de anaminese e dá-se mais segurança na tomadas de decisões. Também como vantagem está a qualificação dos registros através da padronização de textos e com informações completas do paciente.

Como efeito colateral da inovação reduz-se o tempo dedicado a cada paciente, ainda com expressivos ganhos de qualidade no processo, resultando disto tudo uma redução de custos e aumento na capacidade de atendimento e internação.

, , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: