No dia do genérico, Sandoz comemora resultados no Brasil e recorde de produção em sua fábrica de Cambé

Apenas em 2013 a fábrica localizada em Cambé, no Paraná, produziu mais de um bilhão de comprimidos batendo seu próprio recorde em 10 anos de existência 

Em fevereiro de 1999 foi publicada lei nacional que estabelece a disponibilidade de medicamentos genéricos para comercialização no Brasil. Desde então, o setor tem conquistado mercado e hoje 65% dos medicamentos mais prescritos no país são genéricos, conforme recentemente divulgado pela Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos – Pró-Genéricos. A Sandoz, divisão de genéricos da Novartis e líder global em genéricos e biossimilares, vem acompanhando este desenvolvimento do mercado e, desde 2012, apresenta índice de crescimento superior ao mercado.

sandoz

 O acesso aos medicamentos em um mercado cada vez mais promissor com previsão de quebras de patentes, deve movimentar o setor em R$1 bilhão ainda este ano, de acordo com a Pró-Genéricos. Para a IMS Health, empresa que audita o mercado farmacêutico mundial, até 2015 o Brasil será o 6º maior mercado de genéricos no mundo. O potencial de crescimento deste mercado no país ainda é grande e a confiança do brasileiro neste tipo de medicamento tem aumentado. Segundo pesquisa realizada pelo DataFolha e InterFarma,  63% brasileiros confiam em medicamentos genéricos.

Por lei os genéricos são 35% mais baratos e se sobressaem entre os medicamentos mais indicados para tratamentos de hipertensão, diabetes, depressão e infecções, segundo o levantamento realizado pela Pró-Genéricos. A Sandoz comemora neste dia 20 de maio, Dia do Genérico, o crescimento deste setor no Brasil e o seu desenvolvimento, mantendo a 5ª posição no ranking, com market share de 8,30%, crescendo 100,4%, entre abril de 2013 e o mesmo mês de 2014, enquanto o mercado alcançou 20,6%.

Compromisso com a acessibilidade e alta qualidade

Enquanto divisão dedicada ao mercado de genéricos presente no Brasil desde 2003, a Sandoz, a partir da aquisição da Hexal no mundo, conta com um complexo produtivo no munícipio de Cambé, Paraná, sendo esta a única fábrica de genéricos da empresa na América do Sul.  Em 2013, a Sandoz produziu mais de um bilhão de comprimidos e 60 milhões de embalagens sendo que cerca de 80% desta produção atende o mercado nacional. Para o Diretor Geral da Sandoz, André Brázay, o crescimento das vendas divulgado pela Pró-Genéricos está ligado, principalmente, ao acesso a tratamentos que os pacientes conquistaram ao longo desses 11 anos. “Este acesso, conectado aos padrões de qualidade da Novartis faz com que estejamos presentes em mais de 160 países. E, como parte do grupo Novartis, no Brasil, seguimos exatamente os mesmos padrões de qualidade existentes nas diferentes partes do mundo. A nossa fábrica de Cambé é certificada pela Anvisa e também pela EMA (European Medicines Agency), agência reguladora nos países europeus”.

Para a Sandoz, esta qualidade não se resume apenas ao produto. “Sem dúvida, oferecer acesso e eficácia no tratamento do paciente é a nossa missão. Para nós qualidade também passa pelo serviço que prestamos aos nossos clientes. Por isso, investimos muito nas parcerias com as farmácias e distribuidores, oferecendo, por exemplo, treinamentos aos seus profissionais, acesso às nossas informações por meio de portais especiais, e materiais essenciais para que esta qualidade que tanto valorizamos esteja presente também no ponto de venda”, finaliza André.

Sobre a Sandoz (www.sandoz.com.br)

A Sandoz, divisão de genéricos do Grupo Novartis, é líder global no mercado de genéricos. A Sandoz abriga aproximadamente 26,5 mil colaboradores em mais de 160 países, oferecendo uma ampla gama de produtos de alta qualidade e acessíveis que não estão mais protegidos por patentes. Com vendas líquidas de USD 9,2 bilhões de dólares em 2013, a Sandoz tem um portfólio de aproximadamente 1,1 mil moléculas, e ocupa a posição de número #1 no mercado global de biossimilares e também no mercado de genéricos injetáveis, oftalmológicos, dermatológicos e antibióticos, complementada por posições de liderança em cardiovascular, metabolismo, sistema nervoso central, dores, gastrointestinal, respiratório e áreas terapêuticas hormonais. A Sandoz desenvolve, produz e comercializa estes medicamentos bem como substâncias farmacêuticas e biotecnológicas ativas. Aproximadamente metade do portfólio da Sandoz é composto por produtos diferenciados, que são definidos como produtos que são mais difíceis de desenvolver cientificamente e fabricar do que os genéricos padrão.

Além de um forte crescimento sustentável desde a consolidação de suas empresas de genéricos sob a marca Sandoz em 2003, a empresa tem se beneficiado de um forte crescimento de suas aquisições, que incluem a Lek (Eslovênia), Sabex (Canadá), Hexal (Alemanha), Eon Labs (EUA), Ebewe Pharma (Áustria), Oriel Therapeutics (EUA), e Fougera Pharmaceuticals (EUA).

fonte: Dikajob

, , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: