Arquivo de maio \30\UTC 2016

Quase 3 milhões de pessoas sem o seguro desemprego

Acompanhando o avanço do desemprego no Brasil, a situação de quem perdeu o emprego e passa a depender do seguro desemprego também fica mais complicada. O benefício tem duração máxima de 5 meses e, no mês de maio, cerca de 540 mil pessoas receberam a última parcela. No ano de 2016, o número de pessoas as quais receberam o benefício já foi 8% superior ao mesmo período de 2015, de acordo com o Ministério do Trabalho.

carteira de trabalho

Com o momento econômico, vagas estão sendo congeladas ou eliminadas, o que faz com que a busca por uma recolocação rápida seja cada vez mais difícil. Em abril de 2016,  pelo décimo terceiro mês consecutivo, o mercado formal encerrou 62.844 vagas.

Segundo especialistas em RH, profissionais ficarem, em média, 6 meses desempregados é considerado normal. Em tempos de vacas gordas, porém, o fato pode se dar pela rotatividade normal dos mercados, na busca pelos profissionais mais qualificados. Porém na crise, vira uma questão de necessidade.

O seguro com valor máximo é de R$ 1.542,00, valor usado normalmente para as despesas básicas. Para solicitar o benefício, o profissional precisa recorrer às unidades da Caixa Federal credenciadas ou na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) para obter maiores informações.

fonte: Folha de São Paulo

, , , ,

Deixe um comentário

Indústria Farmacêutica segue crescendo no Brasil

Indústria farmacêutica brasileira cresce 10,6% entre janeiro e abril de 2016

Folha de São Paulo, 15 de maio de 2016 (matéria na íntegra) – O faturamento com remédios avançou 10,6% nos quatro primeiros meses deste ano, segundo o Sindusfarma (do setor farmacêutico). No período, o total comercializado foi de R$ 13,9 bilhões, em 2015, para R$ 15,3 bilhões.

“Esperávamos um quadrimestre um pouco pior, mas algumas questões do setor, como os reajustes

Mussolini

Nelson Mussolini, Presidente do Sindusfarma – “a Indústria está com menos previsibilidade”.

de preços, foram resolvidas e nos ajudaram”, diz Nelson Mussolini, presidente da entidade.

“De março para abril, porém, houve queda de 6,7%, o que acende um sinal amarelo, e a indústria está com menos previsibilidade. Quando alguém antigamente nos perguntava em maio como seria o ano, dava para imaginar.”

Com a mudança de governo e as incertezas em relação aos próximos meses, o setor só deverá ser capaz de estimar como será o resto do ano em junho, diz Mussolini.

“No Brasil, sempre é preciso esperar seis meses para se confirmar uma tendência”, diz José Fernando de Almeida, da Chiesi, que estima crescer 10% em 2016. “O mercado sabia que este ano seria desafiador e se planejou.”

A produção de unidades também aumentou de janeiro a abril, com crescimento de 7,2% no período. Entre os genéricos, a elevação foi maior, de 16,1% –nos produtos de marca, de 3,7%.

“Os remédios convencionais, no entanto, ganharam em faturamento. Isso porque há uma preocupação das empresas em aumentar o portfólio”, avalia Paulo Nigro, presidente da Aché, que cresceu cerca de 18% no quadrimestre.

, , , ,

Deixe um comentário

Feira Hospitalar recebe Geraldo Alckmin

Governador e outras 20 lideranças do setor se reuniram na abertura do evento considerado palco de oportunidades de negócios para as empresas do setor médico-hospitalar

São Paulo/SP, Blog da Feira Hospitalar – A abertura da 23ª edição da Hospitalar Feira + Fórum recebeu o governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e outras 20 lideranças do setor. A solenidade aconteceu na manhã desta terça-feira, 17 de maio, no Expo Center Norte. “Esta é uma abertura muito especial. Estamos iniciando a 23ª edição em um cenário complicado da economia brasileira, e a nossa feira e o fórum, que sempre foram as vitrines das melhores iniciativas do setor da saúde, também serão lembrados como a reação do nosso setor a este momento”, declarou a presidente da feira, Dra. Waleska Santos.

solenidade2

A feira é considerada o principal evento da cadeia da saúde das Américas e o palco de oportunidades de negócios para empresas do setor médico-hospitalar. Segundo o governador, o evento é significativo em diversas frentes. “A saúde é um setor que emprega muita gente e atrai muitos investimentos. Além disso, também move o turismo que, atualmente, tem 5% da rede hoteleira destinada à saúde. A Feira Hospitalar é um encontro do segmento fundamental para pensarmos, analisarmos e discutirmos nossos modelos”, afirmou o governador.

O Presidente da Confederação Nacional de Saúde (CNS), Tércio Egon Kasten, discursou sobre a importância da união entre representantes do setor e do governo para proporcionar um amplo acesso da população brasileira à uma saúde humanizada e segura. “Em sua 23ª edição, a Feira e todos seus congressos simultâneos comprovam que é possível, com determinação e competência, deixarmos o cenário de crise em segundo plano e fazermos nosso Brasil dar certo. Entre outros propósitos, a Hospitalar também serve para traçarmos novos objetivos na expectativa de um futuro melhor para o setor da saúde e para a sociedade brasileira”.

Na ocasião, o coordenador do Comitê da Bioindústria da Fiesp e presidente do Sinaemo, Ruy Baumer, discursou sobre como o evento possibilita e incentiva a proximidade do setor. “Jamais as entidades de todo o nosso setor, de toda a cadeia produtiva, englobando empresas e profissionais, teve atuação tão forte em conjunto. Nosso setor não é grande e, até pouco tempo, era muito dividido. Cada parte cuidando do seu quintal. Íamos a eventos de cada área isolada e encontrávamos os poucos personagens daquela área. Com a Hospitalar, todas as entidades se frequentam; temos que aproveitar essa nova união e preparar nossas propostas para novos e atuais governos. Propostas de Estado, e não de uma única gestão; propostas que visem melhorar a saúde da população. E a saúde do sistema. Nos melhoraremos juntos”, declarou.

Entre outras lideranças, também participaram da abertura o presidente da Federação Brasileira de Administradores Hospitalares, Waldomiro Pazin; o diretor da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) Jarbas Barbosa; o presidente da UBM Brazil, Jean-François; e o presidente da Fenaess Federação Nacional dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde), Breno de Figueiredo.

A Feira Hospitalar acontece entre os dias 17 e 20 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo, e concentra mais de 1,25 mil expositores do setor médico-hospitalar. O evento ainda conta com mais de 50 congressos especializados, entre eles o CISS (Congresso Internacional de Serviços de Saúde), que falará sobre a economia na saúde e os modelos de gestão internacionais, bem como o Fórum Digital e-Health, que abordará os impactos da tecnologia nos centros de saúde.

, , ,

Deixe um comentário

Takeda e Fundação Bill e Melinda Gates – parceria contra a Poliomielite

A Takeda recebe 38 milhões de dólares de doação Fundação Bill e Melinda Gates em apoio à erradicação da poliomielite em países em desenvolvimento

(fonte: Exame.com – 09 de maio de 2016)

A Takeda Pharmaceutical Company Limited (TOKYO: 4502), (“Takeda”) anunciou hoje uma parceria com a Fundação Bill e Melinda Gates para apoiar a erradicação mundial da poliomielite em países em desenvolvimento. Com este financiamento, a Takeda irá desenvolver, autorizar e fornecer pelo menos 50 milhões de doses ao ano da vacina inativada de poliovírus da cepa Sabin (sIPV) a mais de 70 países em desenvolvimento. A vacina será fabricada na fábrica da Takeda em Hikari, no Japão. Este esforço está em linha com a estratégia da Takeda em utilizar a inovação e parcerias para tentar atender as necessidades básicas que ainda não foram atendidas na saúde pública mundial, e as Metas de Desenvolvimento Sustentável adotadas pelas Nações Unidas em setembro de 2015.

Christophe Weber, presidente e CEO da Takeda, afirmou: “A Takeda tem a honra de fazer essa parceria com a Fundação Gates para apoiar o fim da poliomielite. Isso representa um importante compromisso feito por uma companhia japonesa com a saúde das crianças em países em desenvolvimento no mundo todo.”

KH223883_web-780x350

Mediante os termos do acordo, a Fundação Gates irá fornecer uma doação de 38 milhões de dólares à Takeda para aprimorar sua inovadora plataforma de fabricação de vacinas para desenvolver e licenciar uma vacina inativada de poliovírus da cepa Sabin (sIPV) e disponibilizar pelo menos 50 milhões de doses ao ano a um preço acessível para países em desenvolvimento que recebam o apoio da Gavi. A Gavi, the Vaccine Alliance, ou Aliança Global para Vacinas e Imunização, reúne os setores público e privado com o objetivo comum de criar um acesso igualitário a vacinas novas e pouco utilizadas para crianças vivendo nos países mais pobres do mundo. A sIPV da Takeda foi originalmente licenciada pelo Instituto de Pesquisa de Poliomielite do Japão, que faz agora parte do Instituto BIKEN.

Chris Elias, presidente de Desenvolvimento Global da Fundação Bill e Melinda Gates, afirmou: “Em 2016, o mundo está mais próximo do que nunca de erradicar a poliomielite. Para erradicar a poliomielite, precisamos assegurar que toda e qualquer criança esteja protegida contra a doença, e esta parceria irá ajudará a garantir que o mundo tenha vacina suficiente para fazer este trabalho e para manter um mundo livre da poliomielite.”

“O programa de poliomielite da Takeda demonstra nosso compromisso em enfrentar os problemas mais importantes da saúde pública e promover acesso para as populações mais necessitadas, unindo nossos programas contra a dengue, o norovírus e a doença de mão, pé e boca”, complementa o Dr. Rajeev Venkayya, presidente da Unidade de negócio vacinal da Takeda. “Estamos felizes com a parceria com a Fundação Bill e Melinda Gates e com o potencial para alcançar centenas de milhões de crianças do mundo todo, como parte do impulso final para erradicar a poliomielite.”

Sobre a poliomelite

A poliomielite é uma doença infecciosa incapacitante e potencialmente fatal causada pelo poliovírus. Ela não tem cura, mas existem vacinas seguras e eficazes. Por isso, a estratégia para erradicar a poliomielite baseia-se na prevenção da infecção por meio da imunização da criança até que a transmissão cesse e o mundo esteja livre da poliomielite. Ela invade o sistema nervoso e pode causar paralisia irreversível em matéria de horas. A poliomielite pode atacar em qualquer idade, mas afeta principalmente crianças com menos de cinco anos de idade. 1

O compromisso da Takeda com as vacinas

A vacinas impedem mais de dois milhões de mortes ao ano, e transformaram a saúde pública mundial. Há 70 anos, a Takeda vem fornecendo vacinas para proteger a saúde das pessoas no Japão. Hoje, o negócio mundial de vacinas da Takeda vem trazendo inovação para enfrentar algumas das doenças infecciosas mais desafiadoras do mundo, como a dengue e o norovírus. Nossa equipe possui um incrível registro histórico e um amplo conhecimento em desenvolvimento, fabricação e acesso mundial a vacinas, a fim de trazer avanços a uma série de vacinas, atendendo algumas das necessidades mais urgentes da saúde pública mundial.

Sobre a Takeda Pharmaceutical Company Limited

A Takeda Pharmaceutical Company Limited é uma empresa farmacêutica global orientada pela pesquisa e desenvolvimento, com o compromisso de levar uma melhor saúde e um futuro melhor aos pacientes, traduzindo ciência em medicamentos que transformam vidas. A Takeda concentra seus esforços de pesquisa em áreas terapêuticas de oncologia, gastrenterologia e do sistema nervoso central. Ela também tem programas de desenvolvimento específicos em doenças cardiovasculares especiais, assim como candidatos de estágio tardio para vacinas. A Takeda conduz pesquisa e desenvolvimento internamente e com parceiros para estar na vanguarda da inovação. Novos produtos inovadores, especialmente em oncologia e gastrenterologia, assim como sua presença em mercados emergentes, abastecem o crescimento da Takeda. Mais de 30 mil funcionários da Takeda estão comprometidos em melhorar a qualidade de vida para pacientes, trabalhando com nossos parceiros em cuidados de saúde em mais de 70 países.

Para mais informações, acesse http://www.takeda.com/news/.

1 Organização Mundial da Saúde, http://www.polioeradication.org/Polioandprevention.aspx

, , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: