Posts Marcados endoscopia

Gastro e Endoscopia Piracicaba – discussão de casos clínicos

No dia 10 de junho, dois respeitadíssimos profissionais no cenário da Endoscopia Terapêutica no Brasil participaram do 4º Gastro e Endoscopia de Piracicaba (SP): O Professor José Inácio Sanseverino, Chefe do Departamento de Endoscopia da Santa Casa de Porto Alegre/SP e o Professor Marco Aurélio D’assunção, Endoscopista e Ecoendoscopista do Hospital Sírio Libanês (São Paulo).

foto1

O Dr. Sanseverino abordou aspectos particulares do uso da Cápsula Endoscópica e da Enteroscopia como procedimentos complementares e importantes no processo investigativo do aparelho digestivo. E o Dr. Marco apresentou diversos casos clínicos complexos relacionados à prática diária do endoscopista e do ecoendoscopista. As discussões aconteceram de maneira bastante informal e interativa, aspecto que diferencia muito o encontro dos tradicionais momentos em formato “aula médica”.

foto2

O evento, organizado pelo Doutor Rodrigo Oliveira (Clínica Bragalha), reuniu 18 profissionais médicos da região, com o intuito de proporcionar educação médica continuada e discussão de casos reais. O encontro reforça a importância da Endoscopia Terapêutica como parte do rol de soluções que o médico pode oferecer ao seu paciente, quando o fechamento do diagnostico (e posterior tratamento) envolve a investigação do aparelho digestivo.

As empresas Boston Scientific e Given-Meditronic participaram como tradicionais apoiadores deste evento.

, , , ,

1 comentário

Curso EUS Live – Santiago de Compostela (Espanha)

EUS

Curso pretende mostrar novidades e avanços em Ecoendoscopia (Daniel Souza – São Paulo)

Nos dias 1º e 2 de outubro de 2015 acontecerá em Santiago de Compostela (Espanha) o EUS LIVE, curso de Ecoendocopia com procedimentos ao vivo, coordenado pelo Professor Júlio Iglesias-Garcia (Chefe do Departamento de Gastroenterologia e da Fundação de Pesquisa em Doenças do Aparelho Digestivo (FIENAD) do Hospital Universitário de Santiago de Compostela).

Além do Professor Iglesias, diversos ilustres especialistas estarão envolvidos com os workshops e respectivos “Hands-On”, tais como o Professor Shyam Varadarajulu (Chefe do Departamento de Endoscopia do Florida Hospital e Professor na Central Florida University) e o Professor Marc Giovannini (Chefe do Departamento de Endoscopia do Instituto Paoli-Calmettes, Marseille FR), dentre outros.

A Ecoendoscopia hoje exerce fundamental papel no diagnóstico e na tomada de decisão estratégica quanto à melhor abordagem do problema do paciente por parte do médico. Seguindo este racional, as palestras, mesas redondas e os casos ao vivo têm como principal objetivo trazer aos alunos as últimas soluções tecnológicas e em procedimentos, elucidando o papel desta técnica no tratamento de diversas doenças.

EUS Santiago de Compostela

Prof. Julio Iglesias, do comitê organizador do EUS Live e alguns dos principais expoentes da EUS no mundo, Prof. Varadarajulu (EUA) e Prof. Giovannini (FR). Focados em mostrar inovações.

Cada participante do curso receberá créditos válidos pela legislação da Associação Médica Espanhola. Interessados em participar devem entrar em contato com o Departamento de Gastroenterologia e Hepatologia da Universidade de Santiago de Compostela (clique AQUI para saber mais).

As empresas Pentax Medical e Boston Scientific participam do curso como apoiadoras e principais referências em EUS.

, , , , , , ,

Deixe um comentário

Quem Procura, Cura – projeto inovador na cidade de Belterra (AM/Brasil)

belterra 4Projeto inovador mobiliza equipe de especialistas na detecção do câncer colorretal em população da Amazônia

Um importante e inédito projeto está se desenvolvendo numa região onde até então, de acordo com a visão leiga do assunto, se poderia considerar improvável candidata ao mesmo: O Rastreamento do Câncer Colorretal em Belterra, município amazonense com 16 mil habitantes localizado há 106 quilômetros da cidade de Santarém.

O projeto, cuja chamada da campanha é “Quem procura, cura” – Campanha de Prevenção e Detecção do Câncer no Intestino, alia objetivos assistenciais e de pesquisa promovendo atendimentos gratuitos a mais de 2 mil pessoas na faixa etária de 50 a 70 anos. Várias importantes instituições estão engajadas: Hospitais Sírio Libanês, Boston Scientific, Gastro Com Fujinon, Hospital Albert Einstein, Prefeitura de Belterra, Dasa e o Hospital Regional do Baixo Amazonas do Pará, que é administrado pela parceria Governo do Estado e Pró-Saúde.

Segundo entrevista concedida à assessoria de imprensa do HRBA (Hospital Regional do Baixo Amazonas) na ocasião do lançamento da campanha (outubro de 2014), o médico coloproctologista do Hospital Sírio-Libanês, Marcelo Averbach afirma que a proposta do projeto foi realizar o rastreamento em população da Amazônia. “No Brasil não existe uma política definida de rastreamento do câncer colorretal na verdade quando falamos de campanha de rastreamento é um trabalho que não tem fim, obviamente as gerações se sucedem e nós estamos dando o “ponta pé inicial” em um projeto que não tem data para terminar”, afirma.

belterra 3

Chegada da equipe à Belterra. Em destaque, Francisco Ou (Diretor de Marketing Boston Scientific).

Na mesma ocasião, o Cirurgião do Hospital Albert Ainstein, Angelo Ferrari, falou que a ideia do projeto será detectar as lesões benignas e realizar remoção das mesmas logo após a detecção e, em casos de diagnostico de câncer de cólon, os pacientes serão referenciados para o HRBA onde será dado o prosseguimento no tratamento. “Este exame permite que a gente identifique as lesões que após algum tempo podem virar câncer de cólon, então a gente retira essas lesões enquanto elas ainda são benignas e com isso a gente diminui a incidência do câncer de cólon e a mortalidade do câncer de cólon. Esse trabalho esta esquematizado para durar um pouco mais de um ano, a ideia é fazer mutirões, cada mutirão terá duração de quatro dias e vai atender até 130 pacientes em cada mutirão e o total de pacientes ficará em torno de 2,5 mil pacientes”, disse Ângelo.

Para o coordenador de oncologia do HRBA, Marcos Fraga Fortes, a realização do trabalho de rastreamento de câncer na região Oeste Paraense complementa todo o projeto desenvolvido pela equipe de oncologia do HRBA que, há aproximadamente seis anos, se instalou em Santarém e iniciou um trabalho minucioso sobre os mitos e verdades do câncer em comunidades mais distantes. “Este é um projeto muito importante e que vem de uma continuidade de projetos que já realizamos a quase seis anos, isso culmina agora com o convênio por meio de um convênio com a Boston Scientific e o Hospital Sírio Libanês. É consequência de um trabalho que vem amadurecendo e trazendo melhores frutos”, Marcos Fortes.

O Diretor Geral do HRBA, Hebert Moreschi, falou da importância de cada empresa e instituição no desenvolvimento deste projeto que nasce da união de todos em busca de um bem maios, desenvolver saúde de média e alta complexidade no coração da Amazônia. “A iniciativa de empresas referencias vindas de outros locais foi de extrema importância para desenvolver políticas de saúde na nossa região. Este projeto possui dois objetivos que é desenvolver a pesquisa cientifica entre a população pré-estabelecida e o segundo detectar casos de câncer que serão encaminhados para o Hospital Regional que é referencia no tratamento oncológico na região norte do país”, finalizou.

, , , , , , , ,

1 comentário

Valinhos Medical Center – medicina de alto nível

O interior de São Paulo tem sido alvo de grande desenvolvimento nas últimas décadas. Com esse avanço, cresce a demanda por atendimento médico de alto nível, com inovações tecnológicas que antes só eram possíveis de se encontrar em grandes centros, como São Paulo.

fachadaAtentos a este movimento, os médicos e sócios Maurício Toledo Leme (Pneumologia), Patrícia Frizzarini Exposito (Cirurgia Geral e Endoscopia) e Spencer Cheng (Cirurgia do Aparelho Digestivo e Ecoendoscopia) inauguraram recentemente, em Valinhos/SP, a Clínica Valinhos Medical Center.

A Clínica Valinhos Medical Center foi criada com o propósito de fornecer atendimento médico de alto nível, privilegiando adicionalmente o conforto do paciente. O plano arquitetônico, em seus mínimos detalhes, foi concebido especificamente visando os cuidados da saúde e humanização.

Além da gama tradicional de serviços diagnósticos em endoscopia, a clínica oferece a seus médicos parceiros e pacientes exames inovadores, tais como Ecoendoscopia terapêutica (drenagem de via biliar ecoguiada em casos de tumores, drenagem de pseudocistos pós-pancreatite, neurólise de plexo celíaco, aplicação de toxina botulínica ecoguiada), ultrassom endoscópico com miniprobe e também a Cápsula Endoscópica para estudo do intestino delgado.

Segundo o Dr. Spencer Cheng, para tornar-se referência em endoscopia, um serviço deve ter como compromisso o paciente e a inovação. “Temos que zelar sempre pelo melhor para o paciente, por meio de reciclagem de conhecimentos médicos e inovação tecnológica disponível”, ressalta.

Ainda, segundo o Dr. Spencer, o plano futuro é ampliar o atendimento na área de endoscopia para tratamento da obesidade, uma demanda cada vez mais consolidada na região.  E, como parte do investimento em novas tecnologias, em breve a clínica oferecerá o ultrassom endobrônquico, para tumores do pulmão e cirurgias minimamente invasivas do aparelho digestivo.

Clinica Valinhos

Dr. Maurício Toledo Leme (esq.), Dr. Spencer Cheng e Dra. Patrícia Exposito. Compromisso com o Paciente, com a Inovação tecnológica e o conhecimento médico.

Desde que abriu suas portas, a clínica conta com um fluxo médio de 240 exames por mês, podendo chegar, até o final de 2015, a uma média de 600 atendimentos por mês.

Saiba mais detalhes sobre os serviços oferecidos pela Clínica Valinhos Medical Center, clicando AQUIA Clínica está localizada na Avenida Joaquim Alves Correia 4947 – Bairro Nova Suíça – Valinhos – São Paulo

, , , , , ,

3 Comentários

Primeiro Mutirão SOBED contra o Câncer Colorretal em Campinas/SP – sucesso absoluto

A SOBED (Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva) promoveu nos dias 25, 26 e 27 de março o “MUTIRÃO SOBED CONTRA O CÂNCER COLORRETAL, no Hospital e Maternidade Celso Pierro da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Essa importante ação social visa rastrear, identificar/prevenir o câncer colorretal.

IMG-20150327-WA0003

Celso Ardengh, Ramiro Mascaranhas, Sílvio Ciquini, Maristela Hipólito, Pedro Ishida, Tomazo Franzini e Lix Oliveira. Equipe multidisciplinar de altíssimo nível contra o Câncer Colorretal – 100 exames realizados em 3 dias.

O câncer colorretal tem início, na maioria dos casos, a partir de pequenos pólipos, acomete um segmento do intestino grosso (o cólon) e o reto. É tratável (caso não tenha se espalhado para outros órgãos) e a detecção precoce, ainda na fase de pólipo (antes que se tornem malignos) é uma forma eficiente de prevenção. Segundo o Ministério da Saúde, o Câncer Colorretal é o 3º tipo de câncer que mais mata no país. Dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) mostram que em 2014 foram detectados mais de 32 mil casos no Brasil.

IMG-20150327-WA0017

Dr. Lix de Oliveira e Andréa Souza (ACS-Boston).

Idealizado e organizado pelos médicos Endoscopistas Lix Alfredo de Oliveira (Presidente Nacional da Comissão de Mutirões e Prevenção de Câncer Colorretal da SOBED), Pedro Ishida (Chefe do Departamento de Endoscopia da PUC/Campinas) e Sílvio Augusto Ciquini (Chefe do Departamento de Coloproctologia da PUC/Campinas, o primeiro Mutirão de Campinas contou também com as presenças dos médicos Ramiro Mascarenhas, José Celso Ardengh, Tomazo Franzini, Maria do Carmo Friche Passos, Roberto Ciotola e Maristela Hipolito Rinco.

Dr Lix Alfredo, em entrevista para o site da SOBED, afirmou que o mutirão foi extremamente proveitoso e satisfatório para todos que trabalharam pelo beneficio aos pacientes na prevenção do câncer colorretal. “Nos exames realizados foram detectadas várias lesões em pacientes assintomáticos. Os exames, com prognóstico em relação ao câncer colorretal, sem dúvida nenhuma mudará a vida destes pacientes. A mensagem que a Sociedade quer deixar é que vale a pena investir neste tipo de ajuda social para um país que tem necessidade e carência nesta área de prevenção do câncer colorretal. A sensação é de dever cumprido! Estamos felizes esperando o próximo”, finalizou.

A ideia surgiu face às enormes filas para a realização dos exames, o que retarda a detecção e o inicio de tratamento. Em 3 dias de intensas atividades, foram realizados 100 exames. São iniciativas como esta, vindas de entidades privadas, que certamente fazem bem à população, acostumada a tão poucas iniciativas em saúde por parte do poder público.

As empresas Boston Scientific Endoscopy e Fujinon deram o suporte para a realização deste Mutirão que terá continuidade em Maceió (Alagoas), durante o IX Simpósio Internacional de Endoscopia Digestiva, nos dias 10 e 11 de abril de 2015. Para saber mais, consulte o site da SOBED, clicando AQUI.

, , , , , , ,

1 comentário

Contrabando de equipamentos no Brasil: Quadrilhas visam hospitais

( Folha de S.Paulo ) Jornalista: Cláudia Collucci

interna3

Paulo Henrique Fraccaro, Superintendente da ABIMO: médicos, hospitais e clínicas sabem da ilegalidade e dos riscos a que submetem seus pacientes.

23/03/2015 – A Abimo, associação que reúne o setor de equipamentos médicos e hospitalares, estima que 40% dos aparelhos de videolaparoscopia e endoscopia para exames e cirurgias minimamente invasivas no Brasil sejam ilegais.

Desses, 70% seriam de contrabando e 30%, de pirataria, diz Paulo Henrique Fraccaro, superintendente da Abimo. O mercado movimenta R$ 250 milhões por ano. O valor agregado é o que tornou os aparelhos alvo de quadrilhas. Um equipamento importado novo custa R$ 280 mil em revendedoras brasileiras autorizadas (nos EUA, o valor cai para metade). Os fabricados no Brasil saem por cerca de R$ 120 mil. Já os contrabandeados são vendidos por R$ 80 mil.

Ainda não está clara a forma como agem os contrabandistas e como esses produtos chegam às clínicas e hospitais brasileiros. A suspeita é que grande parte seja comprada nos EUA, em leilões de equipamentos usados ou recondicionados.

No Brasil, a Anvisa proíbe o comércio de equipamentos usados, mas autoriza os recondicionados (com a garantia do fabricante original das características de segurança). A suspeita da Abimo e de outros dois fabricantes nacionais, que preferem não se identificar por temerem represálias, é que muitos equipamentos cheguem ilegalmente ao Brasil desmontados, em contêineres.

Em operações da Polícia Federal, já foram apreendidos aparelhos laparoscópicos, desmontados, em bagagens de passageiros que desembarcaram em Cumbica, vindos de Miami (EUA). No Brasil, os principais compradores são médicos, hospitais e clínicas. “Eles sabem da ilegalidade e dos riscos a que submetem seus pacientes”, afirma Fraccaro.

SEM GARANTIA

Entre os possíveis problemas de um aparelho contrabandeado está a falta de garantia de qualidade e segurança –eles podem provocar desde imprecisões no exame até mesmo infecções e queimaduras causadas por falta de manutenção adequada.

Em muitos hospitais, são frequentes situações que favorecem o uso de equipamentos contrabandeados. Esses aparelhos, em geral, pertencem às equipes médicas, que os utilizam em procedimentos como cirurgias ortopédicas e ginecológicas, e os hospitais não têm como praxe cobrar dessas equipes documentos atestando a procedência do equipamento. A Folha apurou que não é incomum profissionais “ganharem” do distribuidor o aparelho em troca de virar cliente exclusivo de peças como pinças e tesouras.

“Nos hospitais de referência, que passam por acreditações, isso é mais difícil. É um expediente que pode ocorrer em instituições menores”, afirma Francisco Balestrin, presidente da Anahp (associação de hospitais privados).

Segundo informações do Cnes (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde), haveria ao todo 3.835 equipamentos de videolaparoscopia em uso no Brasil. O setor estima ao menos o triplo disso.

Esta e outras reportagens foram publicadas no suplemento especial Contrabando no Brasil, encartado na edição impressa da Folha de S.Paulo de 23/03/2015, e estão disponíveis para assinantes no site www.folha.com.br

, , , , , , ,

Deixe um comentário

Unimed São Roque inaugura serviço de endoscopia digestiva

DR. DANILO NA UNIMED

Dr. Danilo Verotti e o novo Serviço de Endoscopia – “Em 2015 queremos chegar numa média de 350 a 400 exames por mês”

A cidade de São Roque, estância turística há 71km de São Paulo, tem cerca de 80 mil habitantes, um clima ameno e um dos melhores índices de desenvolvimento humano do país (IDH = 0,82). Trata-se de uma típica cidade do Interior de São Paulo, região tida como referência desenvolvimentista no Brasil de hoje. Pois nela o Dr. Danilo Verotti atua como médico endoscopista há 12 anos e atualmente é o responsável técnico pelo recém-inaugurado Serviço de Endoscopia Hospitalar do Hospital da Unimed São Roque. Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

Deixe um comentário

Doutor Renato Luz fala sobre próteses de cólon no Gastro e Endoscopia Piracicaba

Dentre os tantos eventos médicos voltados para a Endoscopia e Cirurgia do Aparelho Digestivo, salvo os grandesgastro e endoscopia dez 2014 congressos da especialidade, cada vez mais reuniões para a discussão de casos clínicos em petit comittee tem sido a preferência dos especialistas. Nestes encontros, as aulas formais, conduzidas de forma quase unilateral, dão lugar a interativas discussões sobre as condutas mais resolutivas.

Obedecendo a esse modelo, um dos últimos eventos do ano de 2015 aconteceu em Piracicaba, no IV Gastro e Endoscopia Piracicaba. No encontro, organizado pelos Endoscopistas Rodrigo Oliveira e Wellington Assis (Clínica Bragalha), o Doutor Renato Luz, do Hospital do Servidor e Hospital Santa Catarina (São Paulo) abordou as diversas indicações, aspectos técnicos e complicações no uso de próteses auto expansíveis em cólon. Após a detalhada e interativa condução do Dr. Renato, os Doutores Wellington e Rodrigo deram segmento ao tema por meio da apresentação de outros casos clínicos correlatos.

gastro e endoscopia pira 2014 1

Doutor Renato Luz, Karina Mondini (ACS), Andréa Souza (ACS) e Dr Wellington Assis (Clínica Bragalha)

O evento contou com a presença de 22 médicos não só da região de Piracicaba como também de regiões vizinhas à cidade, como Rio Claro, Santa Bárbara, Limeira e Americana. As empresas Boston Scientific e Given-Covidien participaram como apoiadores do encontro.

A aceitação e o quórum do encontro dão a dica de que em 2015 outros eventos como o Gastro e Endoscopia Piracicaba virão, aguarde.

, , ,

Deixe um comentário

Gastro Con Vino Campinas – autêntico por mais de quatro anos

Há mais de quatro anos o evento Gastro Com Vino Campinas reúne endoscopistas, cirurgiões-gastroenterologistas e alguns gastroenterologistas clínicos uma vez por mês, pra discutir casos complexos. Sendo a rotina médica uma rotina extenuante e cheia de intercorrências, um evento com essa finalidade ser tão “longevo” é um feito e tanto.

IMG_3062

Gastro Con Vino – Aprendizado sobre casos complexos em ambiente, acolhedor e com estilo.

Mas qual a fórmula para que um encontro médico perdure? Em grande parte, isso se explica pela autenticidade do evento – desde quando surgiu, o Gastro Con Vino Campinas tem sido um encontro feito por médicos e para médicos. Sob a brava coordenação dos médicos Admar Concon e Marcelo Amade, o evento se pauta por um momento de discussão de casos espontaneamente apresentados, na maioria das vezes, por médicos da região de Campinas, já frequentadores. Eventualmente, um profissional de São Paulo ou outra cidade mais afastada é convidado a mostrar seus achados para discussão. O momento lúdico (e merecido, afinal estudar a noite tem seu mérito, ninguém é de ferro) fica por conta das incursões ao mundo do vinho, proporcionadas pelo Cirurgião Vascular Miguel Hatsumura, Diretor da ABS (Associação Brasileira de Sommeliers – Campinas), logo após as discussões de caso.

gastro con vino palestrantes

(na ordem) Professor Nelson Brandalise, Dr. Otávio Martucci, Dr. Cesar Alvarenga e Dr. Miguel Hastsumura. Discussões de casos complexos antes de um passeio pelo mundo do vinho.

No último evento do ano de 2014, ocorrido na Boulangerie Maria Antonieta, não foi diferente. O Gastro Com Vino mais uma vez mostrou fazer parte da agenda dos principais profissionais de endoscopia e cirurgia da região, com a presença de 22 médicos, 80% destes, habitués. O Professor Nelson Brandalise (centro Médico Campinas) abordou o tema “GIST – Atualização” – ​Diagnóstico Endoscópico e Tratamento Cirúrgico e esteve acompanhado pelo Dr. Cesar Alvarenga (Patologista do IPC Campinas) que falou do tema sob a perspectiva do patologista e o Dr. Otávio Martucci (Oncologista da Oncocamp) que trouxe uma abordagem focada no tratamento quimioterápico do Gist. Este modelo tridimensional chamou a atenção dos presentes e permitiu mais riqueza nas discussões.

IMG_3066

Dr. Aloisio Carvalhaes (Hospital Vera Cruz, Campinas), Dr. Frederico Magalhães, Dr. Admar Concon (Hospital Galileo, Valinhos) e Professor Nelson Brandalise (Centro Clínico Campinas)

Nada é tão bom que não possa ser melhorado. E é essa busca por um encontro médico que se solidifica e muda, mesmo quando está dando certo que faz do Gastro com Vino uma referência. O evento é apoiado pelas empresas Boston Scientific, Given-Covidien, Suprimed e Medicone.

Em breve iremos publicar a agenda de encontros Gastro Com Vino Campinas (SP) para 2015. Saúde e vida longa ao Gastro Com Vino!

, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Dia do Endoscopista – 25 de julho

DIA DO ENDOSCOPISTA

, , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: